Tags

, , , , , , , , , , ,

Heeey meninas!

Estou muito sumida, né? Rs. Vocês vão entender o porque neste post, onde eu reproduzi a Rainha Maria Antonieta para o meu amigo estilista Márcio Pazeto. Fizemos essas fotos e depois fizemos mais (semana que vem posto as outras). Em falar em “sumida” quem vem me acompanhado pelas minhas redes sociais (Instagram @blografaelaalbuquerque) (clique aqui para curtir a pagina do blog no facebook) tem percebido que la virou um “instablog” – um micro blog – onde tenho postado direto muitos looks e news do mundo da moda… Estou adorando. ihú

Mas então, voltando ao assunto: Rainha Maria Antonieta do séc XVIII (que era muito copiada na época). Como eu estava escrevendo, o meu amigo Márcio Pazeto é formado em moda, estilista e fez um curso de Moulage (curso para profissionais do ramo).

O que é Moulage?
A Moulage, conhecida também como draping em inglês, é uma técnica de modelagem tridimensional – em contraste com a modelagem plana tradicional, que trabalha em duas dimensões. O nome vem do francês moule, que significa forma, molde. A expressão fait au moulesignifica feito sob medida.

Na modelagem tridimensional, em vez de fazer os moldes no papel usando medidas e geometria, os moldes são feitos sobre um manequim especial para esta finalidade. O tecido é moldado, alfinetado, riscado e cortado para reproduzir o modelo desenhado previamente. Com esta técnica é possível visualizar o resultado da modelagem enquanto ela está sendo feita.

Existem muitas maneiras de fazer Moulage, e muitas técnicas diferentes que focam no aspecto criativo. Mesmo as técnicas tradicionais apresentam muitas variaçôes nos detalhes de como marcar uma pence, como marcar costuras, em que momento adicionar folgas, etc.

Para quê serve

A modelagem tridimensional serve para fazer todo tipo de roupa, desde roupas de malha, como roupas de ginástica, até roupas de alfaiataria, por exemplo. A diferença desta para a modelagem plana é que em muitos casos não vale a pena utilizá-la, pois pode ser mais demorada. Para fazer uma camiseta de malha, por exemplo, é mais trabalhoso e mais impreciso usar a moulage do que a modelagem plana, principalmente quando já temos bases prontas. Se o modelista é muito bom em modelagem plana, provavelmente não terá necessidade de usar a Moulage na maioria dos casos.

Tiramos muito mais proveito da técnica quando fazemos roupas que fogem do padrão ou que são muito modeladas no corpo. Essas roupas que fogem do padrão podem ter recortes diferentes dos tradicionais, ou muitos recortes, volumes exagerados ou em lugares inusitados, golas de tamanhos e formatos diferentes, alteraçôes na estrutura do molde como pregas, franzidos, dobras e torcidos, e qualquer outro detalhe que é mais facilmente visualizado sobre o manequim do que sobre a mesa de modelagem.

É o tipo de modelagem ideal para criação, quando não temos ainda uma ideia definida de como será a roupa.

O suporte da moulage

Fazemos a moulage sobre o manequim especial: anatomicamente correto, estofado para que possam ser espetados afinetes e com uma base firme. Preparamos o manequim para o trabalho com marcações que indicam o centro da frente e o das costas, linhas de busto, cintura e quadril, pescoço, cava, lateral. Dependendo da técnica e do modelo, também marcamos outras linhas, mas essas são as principais. As linhas servem para indicar os limites do molde e também as linhas referenciais mais importantes para o trabalho.

Os manequins de exposição não são bons para Moulage por não serem anatomicamente corretos e também não serem macios para espetar os alfinetes. Além disso, o seu forro de malha não é fixo, e se movimenta com o peso do tecido de moulage, o que faz com que o trabalho não seja preciso.

Para conseguir formas inusitadas ou volumes muito grandes ou armados, podemos alterar o manequim com enchimentos, anáguas, e outras “próteses”. A moulage então é feita sobre esse novo volume, e adquire suas formas.

Depois dessa aula de Moulage, rs. Via Renata Perito. O meu vestido foi feito de cetim com elastano, renda francesa, organza cristal e farthingale (estrutura que vai embaixo da roupa, é como se fosse uma gaiola de ferro). Gente, sempre achei essa época de modelitos maravilhosos, inclusive justamente por causa disso; muita gente fala “queria ter nascido nessa época”… Mas, não é nada fácil usar essa estrutura de ferro por debaixo do vestido… Só por Deus! rs Depois disso entendi o porque elas tinham uma cinturinha, fiquei com dor nas costelas uns dois dias… hahahaha

images

Making Off das fotos:2006-01-29 04.56.342006-01-29 05.24.45-12006-01-29 05.11.102006-01-29 05.05.132006-01-29 05.05.41

Agora sim, confiram as fotos oficiais:
2006-01-29 04.54.13-1 2006-01-29 04.54.052006-01-29 05.22.09 2006-01-29 05.03.49 2006-01-29 04.57.55 2006-01-29 04.57.242006-01-29 04.59.17 2006-01-29 04.56.412006-01-29 05.05.402006-01-29 05.10.01 2006-01-29 05.24.282006-01-29 05.08.15 2006-01-29 05.06.412006-01-29 06.08.562006-01-29 05.12.242006-01-29 05.21.23-1

Vestido: Márcio Pazeto | Fotos: Stark Comunicação | Make e Hair: Brancca

Agradecimentos: Marcos, Império Romano.